Crateuense Luciano Portela assume a direção de esporte do Bonsucesso do Rio de Janeiro
23/10/2017 22:15 em Esporte

Diretor de futebol promete time forte para não se preocupar só com rebaixamento

Desde quando retornou à primeira divisão do Campeonato Carioca, o Bonsucesso teve que se preocupar única e exclusivamente em fugir do rebaixamento, nas quatro últimas temporadas. Desta vez, o Rubro-Anil da Leopoldina quer fazer uma história diferente e o novo diretor de futebol, Luciano Portela, garantiu uma equipe forte. Até porque, para ele, a seletiva será mais difícil do que a de 2017.

 

– Já participamos da fase seletiva e sabemos como funciona. Acho que a de 2018 vai ser mais difícil e equilibrada, até pela qualidade e história dos times que estão disputando. Mas queremos montar uma equipe forte, para não passarmos o sufoco que passamos esse ano e consigamos colocar o Bonsucesso na fase principal – frisou o dirigente.

 

Durante os últimos anos, o Bonsucesso viveu um grande turbilhão político, que se deu fim recentemente com o afastamento, por ordem judicial, do antigo mandatário, Zeca Simões, e com Ary Amâncio assumindo o posto máximo do clube. Para Luciano Portela, o fim das brigas políticas vai fazer com que o departamento de futebol trabalhe de maneira tranquila.

 

– Só de não termos mais os problemas políticos, já é um grande ganho para a gente. Todos lembram que foram montados dois elencos neste ano. A consequência foi começarmos o trabalho de maneira atrasada e não chegarmos à classificação. Agora, sabendo da data e tendo tempo para trabalhar, com uma pessoa que de fato consegue gerir o clube, vamos montar o planejamento, já estamos trabalhando em cima dele, para estarmos entre os dois primeiros colocados nessa fase preliminar – disse.

 

Comissão técnica e contratações ainda serão definidas

 

Luciano Portela afirmou que ainda não decidiu o nome do próximo treinador e o de nenhum jogador, mas ressaltou que a diretoria já traçou uma filosofia e quem for contratado terá que se enquadrar nela.

 

– A diretoria executiva já montou uma filosofia e, dentro disso, vamos traçar nossas metas e buscar os nomes que se adequam no nosso trabalho. A seletiva é uma competição diferente e precisamos de uma comissão técnica e de um grupo que entendam que teremos cinco decisões pela frente para avançarmos à próxima fase – explicou.

 

Por fim, o dirigente garantiu que a história de lutas contra o rebaixamento vai mudar e prometeu muito trabalho para que o Bonsucesso volte a seus tempos de glórias, inclusive sonhando com competições nacionais:

 

– Posso garantir que será diferente dos anos anteriores. Sabemos que não fomos bem nas últimas temporadas, mas vamos fugir disso. Até porque queremos colocar o Bonsucesso em competições nacionais nos próximos anos e, para isso, temos que avançar no Carioca. Os torcedores, dessa vez, vão ter orgulho.

 

A caminhada do Bonsucesso no Carioca começará com o tradicional clássico contra o America. A partida será no dia 20 de dezembro, no Estádio Giulite Coutinho.

 

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!